7 DICAS PARA CRIAR UM E-MAIL DE RETENÇÃO DE ALUNOS INFALÍVEL | Podcast – mk4edu




Email Marketing: Dicas para reter alunos e reduzir a evasão escolar

Introdução

O Email Marketing pode ser um grande aliado para reter alunos e reduzir a taxa de evasão dos seus cursos. Para isso, é necessário ter uma estratégia bem elaborada e usar apenas as melhores práticas para o planejamento e composição das mensagens. Quer aprender como fazer isso? Assista ao nosso vídeo hoje!

1. Análise preditiva para prevenir a evasão de alunos

Para reter alunos na sua Instituição de Ensino, é importante criar um bom relacionamento entre a sua marca e os estudantes. Aproximando-se dessas pessoas, entendendo o que estão procurando e oferecendo soluções, a Instituição de Ensino se posiciona como uma aliada importante na jornada profissional de cada um.

2. Segmentação da lista de Email Marketing

Enviar informações genéricas não é de forma alguma a melhor estratégia para construir um bom relacionamento com seus alunos. Por isso, dividir sua lista com base em interesses, cursos, possibilidades de evasão, entre outros critérios, é fundamental. Crie quantos segmentos forem necessários para que sua equipe possa trabalhar da maneira mais personalizada possível.

3. Foco na personalização como estratégia de retenção de alunos

Ao segmentar a lista de e-mails, sua equipe tem a possibilidade de realizar uma das ações mais importantes para reter alunos: personalizar a experiência. Com uma boa estratégia, cada lista receberá exatamente as informações e conteúdos que mais combinam com seus interesses, dúvidas ou motivos que levam à evasão.

4. Trabalhe com e-mails curtos e visualmente agradáveis

Ao compor os e-mails, leve em conta o perfil dos seus alunos. Considerando o período em que vivemos, mensagens mais objetivas e diretas tendem a ter mais sucesso. Tente passar, no primeiro parágrafo, o assunto do título do e-mail e evite rodeios para fornecer os links ou informações prometidas.

5. Foque em um tema em cada e-mail enviado

Para facilitar o trabalho com e-mails objetivos e diretos, uma técnica é focar em apenas um tema por e-mail. Se a ideia é falar sobre vagas de estágio abertas, informe datas, dê informações de contato ou redirecione os alunos para o local onde terão todas as informações.

6. Utilize o Marketing de Conteúdo como complemento ao envio de e-mails

Apesar do que dissemos no tópico anterior, há uma maneira de oferecer mais informações aos seus alunos sem fugir da proposta de um e-mail sucinto: Marketing de Conteúdo. Se o blog da sua Instituição de Ensino é constantemente atualizado e possui informações relevantes que podem ser vinculadas ao assunto do e-mail enviado, é interessante fazer uma área de indicação no final do e-mail ou citar alguns textos ao longo do corpo da mensagem.

7. Defina a melhor frequência para o envio de e-mails

A prática recomendada é deixar os alunos definirem quantas mensagens gostariam de receber por semana e se preferem mensagens individuais ou apenas um resumo do que foi enviado nos últimos dias. Isso é importante para garantir que as pessoas continuem lendo os e-mails e não tenham colocado a Instituição de Ensino na caixa de spam.

Gostou das nossas dicas? Fique ligado no nosso canal e acompanhe mais vídeos. Clique aqui do lado! Aproveite e nos diga nos comentários qual outro assunto gostaria de ver por aqui! E fique ligado no nosso canal para não perder nada! Até a próxima, pessoal!




7 Estratégias Infalíveis para Criar um E-mail de Retenção de Alunos

Como Criar um E-mail de Retenção de Alunos Eficaz em 7 Passos Simples

Nos dias atuais, a retenção de alunos tem se tornado cada vez mais importante para as instituições de ensino. Manter os alunos motivados e engajados ao longo de sua jornada acadêmica é essencial para garantir o sucesso e satisfação dos mesmos. Uma das maneiras mais eficazes de manter os alunos interessados e engajados é através do uso de e-mails de retenção.

Neste artigo, vamos apresentar sete estratégias infalíveis para criar um e-mail de retenção de alunos eficaz e impactante. Vamos lá!

1. Conheça o seu público-alvo

Antes de criar qualquer e-mail de retenção, é fundamental conhecer o seu público-alvo. Procure entender quais são os interesses, necessidades e desafios dos seus alunos. Isso irá permitir que você personalize os conteúdos dos e-mails de acordo com as preferências de cada aluno, aumentando assim a sua eficácia.

2. Utilize uma linguagem clara e objetiva

Ao redigir os e-mails de retenção, certifique-se de utilizar uma linguagem clara, objetiva e acessível. Evite jargões técnicos ou termos complicados que possam confundir ou alienar os alunos. Mantenha o texto simples, direto e fácil de entender.

3. Ofereça conteúdos relevantes e personalizados

Para manter os alunos engajados, é importante oferecer conteúdos relevantes e personalizados em seus e-mails de retenção. Procure segmentar a sua base de alunos e enviar conteúdos que sejam do interesse de cada grupo específico. Isso irá aumentar a relevância dos e-mails e o engajamento dos alunos.

4. Incentive a interação e participação dos alunos

Uma ótima estratégia para aumentar o engajamento dos alunos é incentivar a interação e participação ativa nos e-mails de retenção. Inclua chamadas para ação claras e objetivas, como links para pesquisas de satisfação, fóruns de discussão ou eventos acadêmicos. Isso irá estimular a participação dos alunos e fortalecer o vínculo com a instituição.

5. Utilize imagens e vídeos atrativos

Para tornar os seus e-mails de retenção mais atrativos e impactantes, utilize imagens e vídeos de alta qualidade. Imagens e vídeos são ótimos recursos visuais que podem capturar a atenção dos alunos e transmitir mensagens de forma mais eficaz do que o texto escrito. Certifique-se de escolher imagens e vídeos relevantes e que estejam alinhados com os objetivos de retenção.

6. Mantenha a frequência e consistência dos envios

Para manter os alunos engajados ao longo do tempo, é importante manter a frequência e consistência dos envios de e-mails de retenção. Estabeleça um cronograma de envios regular e previsível, para que os alunos saibam quando esperar por novos conteúdos. Mantenha a constância nos envios, sem exagerar na quantidade de e-mails enviados, para não sobrecarregar os alunos.

7. Mensure e analise os resultados

Por fim, não se esqueça de mensurar e analisar os resultados dos seus e-mails de retenção. Acompanhe as taxas de abertura, cliques e conversões dos e-mails, para identificar o que está funcionando bem e o que pode ser melhorado. Utilize ferramentas de análise de dados para acompanhar o desempenho dos e-mails e ajustar as estratégias conforme necessário.

Com essas sete estratégias infalíveis, você estará pronto para criar e-mails de retenção de alunos eficazes e impactantes. Lembre-se de sempre conhecer o seu público-alvo, oferecer conteúdos relevantes e personalizados, incentivar a participação dos alunos, utilizar recursos visuais atrativos, manter a frequência e consistência dos envios e mensurar os resultados. Dessa forma, você estará garantindo a satisfação e engajamento dos seus alunos ao longo de sua jornada acadêmica.

1. Estratégias de segmentação de público

Uma das principais dicas para criar um e-mail de retenção de alunos infalível é utilizar estratégias de segmentação de público. Com isso, é possível personalizar o conteúdo de acordo com as preferências e necessidades de cada aluno, aumentando as chances de engajamento e conversão.

2. Utilize call-to-action atrativos

Outro ponto importante é incluir call-to-action atrativos e bem posicionados no e-mail. Esses botões ou links devem incentivar os alunos a realizar a ação desejada, como por exemplo, fazer o download de um material complementar, se inscrever em um novo curso ou compartilhar o conteúdo nas redes sociais.

3. Análise de resultados e otimização contínua

Por fim, é fundamental realizar uma análise de resultados dos e-mails enviados e aplicar melhorias constantes. Através do monitoramento de métricas como taxa de abertura, cliques e conversões, é possível identificar o que está funcionando e o que pode ser aprimorado, garantindo assim uma estratégia de e-mail marketing mais eficaz.

Conclusão: Como criar e-mails de retenção de alunos infalíveis com estratégias de marketing digital

Ao seguir as dicas apresentadas neste artigo e utilizar o formato HTML otimizado com SEO, é possível criar e-mails de retenção de alunos infalíveis através de estratégias de marketing digital. A segmentação de público, o uso de call-to-action atrativos e a análise de resultados são fundamentais para garantir a eficácia da campanha. Com uma abordagem personalizada e focada no engajamento, as chances de reter e fidelizar os alunos serão muito maiores, contribuindo assim para o sucesso do negócio educacional.

Fonte Consultada: Texto gerado a partir do Vídeo https://www.youtube.com/watch?v=mvLehkafNCM do Canal mkt4edu / 4revops .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima